Dia do Veterinário: escolha bem quem cuida do seu amigo pet

Quem tem um animal de estimação sabe da importância do médico veterinário não apenas para a saúde e o bem-estar da mascote, mas de toda a família – já que todos que convivem com o bichinho acabam sendo influenciados por seu estado.


11:53 - 12/09/2016Netsabe

Escolher bons profissionais de saúde animal para acompanhar seu pet, seja por conta de um problema momentâneo, seja para toda a vida, é tarefa muito séria e complexa.

Dia-do-Médico-Veterinário

Aproveitando o Dia do Médico Veterinário, celebrado nessa sexta, 09 de setembro, levantamos algumas dicas importantes antes de escolher o profissional que vai cuidar da saúde de seu bichinho. Confira:

1.    Além de ser cômodo e conveniente, é bastante importante que a clínica de seu veterinário se localize próxima à sua casa. Isso permitirá um rápido acesso em casos de emergência. Utilize a busca do guia listelmais.com.br para mapear as clínicas no entorno de sua vizinhança.

2.    O principal aspecto a ser observado é o grau de especialidade do profissional a ser escolhido para tratar de mascotes. Hoje em dia já há especialização para todas as espécies de animais de estimação e problemas.

3.    O médico do bichinho deve estar disponível para casos de emergência, mas o consultório não precisa atender 24 horas. Basta que o veterinário indique um bom hospital de animais que atenda o pet em casos urgentes.

4.    Observe se o ambiente de trabalho oferece segurança à saúde do animal e se a clínica ou consultório estão regularizados. A clínica veterinária deve ser registrada no Conselho Regional de Medicina Veterinária, na Anvisa e deve ter um responsável técnico.

5.    É muito importante conversar bastante e simpatizar com o profissional que cuidará do seu amigo animal.

6.    Observe sempre o comportamento do seu bicho na presença do médico. Um rabinho abanando sempre é um bom sinal.

7.    Outra dica importante é observar as condições de higiene do local de trabalho do veterinário (que deve estar sempre com roupas limpas e aparentar calma, para passar tranquilidade ao proprietário e ao animal). Deve ser um médico com vastos conhecimentos técnico-práticos e que consiga explicar de maneira clara o que está acontecendo com o paciente. Nunca saia do consultório com perguntas por fazer.